Portaria remota, autônoma, compartilhada e mista

A inovação vai revolucionar a segurança da sua empresa e do seu condomínio

Um novo conceito que já ajudou diversas empresas e condomínios a reduzir seus custos com Porteiros, Vigilantes e Recepcionistas e ao mesmo tempo aumentar seus níveis de segurança, quando comparado ao sistema tradicional de atendimento.

Qual tipo de serviço se adequa mais para à sua necessidade?

É cada vez mais comum encontrar portarias de condomínios que dispensam a presença humana. Nossos serviços de PORTARIA REMOTA/ AUTÔNOMA E MISTA, já é uma realidade em grandes empresas e condomínios no nosso país. Uma novidade, porém, surge para disputar a preferência dos gestores de segurança, síndicos e usuários em busca de segurança e economia. Trata-se da portaria autônoma.

Como funciona a portaria autônoma?

Funciona da seguinte maneira: há um interfone com tecla numérica na qual o visitante ou prestador de serviço digita o número do apartamento. O interfone chama os aplicativos de quem mora naquela unidade. Quem atender primeiro assume a chamada. O morador consegue visualizar pela câmera a pessoa que se encontra na frente do interfone, conversar com ela via viva-voz e abre o portão via aplicativo mobile.

Como se difere a portaria autônoma da portaria remota?

A PORTARIA AUTÔNOMA se difere bastante da PORTARIA REMOTA, pois a portaria remota, conta com atendentes. Nela, o visitante aperta um botão e é gerada uma chamada para a CENTRAL DE MONITORAMENTO E ATENDIMENTO da nossa empresa. O funcionário da operação faz o atendimento da pessoa, a coloca em espera, faz contato com o proprietário da unidade – que vai autorizar ou não a entrada daquela pessoa – e só depois volta a falar com o visitante, liberando-o ou não, de acordo com a instrução do morador. Além dessas duas opções de portaria eletrônica (REMOTA e AUTÔNOMA), ofertamos outras duas modalidades possíveis, a PORTARIA COMPARTILHADA e a PORTARIA MISTA.

Como se difere a portaria compartilhada e portaria mista?

Na PORTARIA COMPARTILHADA, se depois de alguns toques ninguém do apartamento atender, a chamada é repassada para a Central de atendimento da nossa empresa para que façamos o atendimento. Já na PORTARIA MISTA, existe a figura de um porteiro, segurança ou recepcionista que executa o serviço durante um período do dia e após sua saída, assumimos o atendimento. Os critérios para implantar uma ou outra modalidade vão depender de uma série de fatores a serem analisados pelos nossos profissionais que irão auxiliá-lo na definição da solução mais viável, tanto no ponto de vista de segurança, funcionalidade e custo. Essa definição se dará muito pelo perfil de cada empresa ou condomínio e se realmente os gestores e usuários estão dispostos a encarar esse avanço tecnológico. Com a evolução tecnológica, não temos mais como voltar no tempo e cada vez mais as empresas e os condomínios estão se reinventado. Outro quesito apontado a favor das novas tecnologias é a economia. Dentre as opções, a portaria remota tem valor mais alto, a compartilhada está no meio e a autônoma tende a ser mais barata que as outras duas.